• Grande Rota da Serra e dos Picos 1ª etapa

Grande Rota da Serra e dos Picos 1ª etapa

10,00 €  

Sob o abraço do Sameiro, com a Serra do Gerês como pano de fundo e os encantadores e refrescantes rio da Várzea e ribeiras de Provências e Reamondes, surge a zona de maior altitude média de Braga, nas freguesias de Espinho, Sobreposta e Pedralva. Entre serranias, vales e lugares onde quase nada escapa à sensação de parecer ter importante significado patrimonial, capta-se uma aura a fazer lembrar um pouco a serra do Gerês ou da Peneda, numa experiência de tranquilidade e comunhão com a envolvente que enche a alma de quem aqui vem.  Esta grande rota é um percurso longo, suplantando ligeiramente os 26 km. A sua configuração, em forma de “8”, é resultado da reunião de dois trajetos circulares mais pequenos, com cerca de 10 km e 16 km, que coincidem num ponto comum, nas imediações da Capela de Santo António, em Espinho. Variando entre caminhos rurais, trilhos de montanha, este percurso é um convite para vivenciar uma envolvente absolutamente genuína, onde Capelas, campos e matas se revelam na paisagem, e onde elementos como as levadas, a Eira Comunitária, os Moinhos de Portuguediz em Sobreposta, os tradicionais e graníticos núcleos rurais de Pedralva e a envolvência campestre de Espinho perduram na memória de quem os descobre..

DADOS TÉCNICOS

Data: 15 de maio

Início: 08:30 horas

Ponto de Encontro: Junto à Igreja de Pedralva. Trilho circular

Distância: 12 km 

Dificuldade: média

Duração: 03:30 horas

Necessária reserva, inscrições limitadas. Recomenda-se o uso de bastão de caminhada. Para garantir a reserva terás de efetuar o pagamento total da atividade. Atendendo os custos iniciais de reserva (seguros e guias), o pagamento não é reembolsável, podendo no entanto ser transmitida a reserva a outra pessoa indicada por ti. Em caso de adiamento devido às condições meteorológicas a atividade será reagendada para nova data.

REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES AO AR LIVRE NÃO ENVOLVENDO TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS 

1.1 - Apesar de já ser permitido nesta fase o recurso ao transporte coletivo de pessoas e a um maior ajuntamento de participantes ao ar livre, consideramos mais seguro durante este mês termos ainda estas medidas de contenção de não envolver transporte coletivo de passageiros e reduzir significativamente os número de participantes.
1.2 - Optaremos pela rede de percursos pedestres que temos vindo a explorar e a personalizar em rotas circulares dentro do concelho de Braga, com um total de 100 km, sendo que a deslocação ao local de início da atividade fica à responsabilidade de cada participante, daí as atividades terem um custo ainda mais acessível.
1.3 – Iremos medir a temperatura a todos os participantes com recurso a Termómetro de Infravermelhos sem Contato, respeitando-se a legislação referente à proteção de dados de que os resultados não serão guardados, mas é uma medida necessária por motivos de saúde pública e de interesse à preservação da segurança de todos os participantes. Será impedida a participação de quem apresentar temperatura superior a 38º.
1.3 - É obrigatório o uso de máscara no momento do check-in, assim como sempre que houver a necessidade de um contato mais direto com alguma pessoa. Todos os nossos guias terão consigo um dispensador com solução alcoólica para a máscara ser removida e colocada em segurança. Sempre que ao ar livre haja o distanciamento mínimo de 2 metros entre participantes, não é obrigatório o uso de máscara.
1.4 – Começaremos neste mês a aceitar também serviços personalizados a pedido do cliente, sendo que os moldes de segurança são os mesmos acima mencionados.
1.5 – Caso seja oferecido algum “miminho” na atividade, como já habituamos os nossos clientes, o mesmo será entregue diretamente pelos guias, tendo estes já desinfetado e higienizado as mãos e sempre com recurso a máscara.

×